“A justiça sustenta numa das mãos a balança que pesa o direito, e na outra, a espada de que se serve para o defender. A espada sem a balança é a força brutal; a balança sem a espada é a impotência do direito” - Rudolf Von Ihering



segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Poderia ter sido melhor se não fosse o horário eleitoral gratuito

Deixei de postar no domingo por ocasião de sábado ter sido um dia muito mais que especial para mim e, dessa forma, decidi que iria me distanciar da internet. Motivo pelo qual venho nessa segunda-feira relatar uma passagem interessante ocorrida durante uma rápida comemoração.

Após o jantar que minha esposa organizou, para pouquíssimas pessoas, estávamos reunidos eu e alguns familiares, na sala, quando teve início o horário eleitoral gratuito.

Por incrível que possa parecer, os convidados se mantiveram atentamente diante do televisor. Eu, contrariamente, só permaneci em respeito a eles e por saber o que estava por vir diante dos últimos acontecimentos na esfera política nacional.

Confesso que não esperava que eles pudessem ter a reação que tiveram. Explico: ocorre que aquela atenção que eles estavam dando à programação política foi interrompida assim que certo candidato pronunciou três palavras.

Foi o suficiente para que alguns começassem se retirar da sala. Outros, por insistência, permaneceram. Como já disse, tive que ficar e ouvir, por exemplo, acusações que foram publicadas nessas revistas semanais de péssima qualidade e que foram exploradas por pessoas “despreparadas” que querem, de qualquer forma, assumir o poder.

Digamos que tentaram usar a famosa “bala de prata!” Lamentável. Porém, os convidados, tanto os que permaneceram quanto os que se retiraram da sala estão cientes de que, hoje, no Brasil, a parte podre da imprensa (globo, veja e seus asseclas) não conseguem mais manipular como antes.

A internet assumiu um papel importantíssimo nessa nova fase da democracia brasileira.

A propósito: alguém aí se recorda que na época que antecedia a campanha das diretas já o povo saiu às ruas e clamava: FORA REDE GLOBO, O POVO NÃO É BOBO!    

2 comentários:

Jaqueline Köhn disse...

Bom dia Nilton...

Acho que agora realmente estamos acordando, graças à Deus...

Um lindo dia pra vc!!

JÚLIO CÉSAR SCHMITT GARCIA disse...

Prezado companheiro Nilton, estive aqui visitando seu blog. Deixo meus sinceros parabéns pela qualidade do mesmo e pelas posições nele manifestadas.
Cordial abraço!